Mercado Modelo: Panorama Histórico

Mercado Modelo Panorama

Mercado Modelo Panorama

O mercado modelo situa-se na praça Cayru, no bairro do Comércio, na capital baiana de Salvador e constitui um importante pólo de atração turística. Fundado em 1912, surgiu pela necessidade de um centro de abastecimento na Cidade Baixa de Salvador. Constituía-se em um centro comercial onde era possível adquirir itens tão variados como hortifrutigranjeiros, cereais, animais, charutos, cachaças e artigos para o Candomblé. Era servido pela rampa que leva o seu nome, antigo porto dos saveiros que atravessavam a Baia de Todos os Santos.

O Mercado Modelo passou por uma série de incêndios, o primeiro em 1917 (pouco se sabe a respeito, não assumiu proporções catastróficas), o segundo em 1922, este reduziu o Mercado às cavernas, na época surgiram boatos que as causas foram propositais, foi reformado e pintado de verde por esse motivo ganhou apelido de Tartaruga Verde. O terceiro ocorreu em 1943, com destruição parcial de suas instalações, porém o edifício foi recuperado. Em 1969, ocorreu o mais grave de todos os incêndios, impedindo que fosse reconstruído nesse local, então mudou para o prédio da Alfândega que já estava desocupado desde 1958. O prédio é constituído de três pisos, o subsolo sem atividade econômica, o térreo e o primeiro andar. No local onde funcionava o antigo Mercado, foi erguida uma escultura de Mário Cravo Junior. Depois de construído em novo lugar, passou a operar como centro de artesanato voltado para o turismo.

Monumento de Mário Cravo Júnior

Monumento de Mário Cravo Júnior

“Em 10/01/84, outro incêndio destruiu totalmente o Mercado Modelo – Centro de Artesanato – que teve sua reconstrução garantida com arrojado projeto envolvendo piso de cimento armado, escadas de ferro, boxe de estrutura metálica, engradamento da rotunda, forro e pisos dos restaurantes Maria de São Pedro e Camafeu de Oxossi em madeira além de outras melhorias e foi reinaugurado em 08/12/84.”

Devido a este último incêndio, o sub-solo foi redescoberto sendo servido por duas escadas. Face à proximidade do mar, o sub-solo é atingido por um lençol freático que proporciona uma lâmina de água de 20cm de altura em toda sua extensão, esta água é retirada por uma bomba de sucção, automática, que controla o nível da água. Na construção do prédio, concluído em 1861 o sub-solo era um espaço reservado para atracação de pequenas embarcações (canoas, etc.). Comenta-se que a área do sub-solo foi utilizado na época como prisão para os escravos, fato que não consta nos registros oficiais.

O Mercado Modelo tem 263 boxes com predominância para vendas de lembranças da Bahia, além disso, do lado de fora, também existe uma variedade de barracas vendendo diversos artigos.

Mercado Modelo - Espaço Interno

Mercado Modelo - Espaço Interno

[REFERÊNCIAS]

Mercado Modelo – Wikipedia. http://pt.wikipedia.org/wiki/Mercado_modelo

O Mercado Modelo – documento cedido por José Nilson dos Santos, supervisor do Mercado Modelo.

Published in: on junho 17, 2009 at 6:34 pm  Deixe um comentário  
Tags:

As faces do Elevador Lacerda ao longo do tempo…

Crédito das fotos:

Fotos Antigas:

http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=684424

http://uranohistoria.blogspot.com/2009/03/parabens-salvador-pelos-seus-460-anos.html

Foto atual: Grupo Azul.

Published in: on junho 4, 2009 at 12:50 am  Deixe um comentário  
Tags: ,

Elevador Lacerda: um pouco de história

ElevadorFachada

O Elevador Lacerda

Reconhecido como um dos ícones mais importantes do turismo de Salvador, o famoso Elevador Lacerda trata-se de um equipamento urbano situado na Praça Cayru no bairro do Comércio próximo ao Mercado Modelo, e liga a Cidade Baixa à Cidade Alta. Oferece aos seus visitantes uma maravilhosa e panorâmica vista da Baía de Todos os Santos.

Um pouco da história…

Foi construído pelo engenheiro Augusto Frederico de Lacerda, sócio do irmão, o comerciante Antônio Francisco de Lacerda, idealizador da Companhia de Transportes Urbanos, utilizando peças de aço importadas da Inglaterra. As obras foram iniciadas em 1869 e, com os dois elevadores hidráulicos funcionando, em dezembro de 1873 ocorreu a inauguração, com o nome de Elevador Hidráulico da Conceição da Praia. Popularmente conhecido como Elevador do Parafuso, posteriormente seria renomeado como Elevador Lacerda (1896), em homenagem ao seu construtor.

Após sua inauguração, passou a ser o principal meio de transporte entre as duas partes da cidade. Inicialmente operando com duas cabines, atualmente funciona com quatro modernas cabines eletrificadas que comportavam vinte passageiros cada.

Na estrutura inicial os passageiros tinham de ser pesados individualmente, e o peso total dos passageiros a serem transportados era calculado, somando-os até atingir o limite máximo de segurança.

Elevador_Placa_Comparativo

Ao longo de sua história passou por quatro grandes reformas e revisões, a primeira em julho de 1906 para a sua eletrificação, a segunda em 1930 para adicionarar mais dois elevadores e uma nova torre que conferiu a atual arquitetura em estilo Art déco, a terceira no início da década de 1980 houve uma revisão na estrutura de concreto, a quarta no ano de 1997 em que se foi feita a revisão de todo o maquinário elétrico e eletro-eletrônico. Foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 7 de dezembro de 2006.

Curiosidades….

  • O Elevador Lacerda tem 72 metros de altura.
  • O elevador mais famoso da Bahia chega a transportar 900 mil passageiros por mês ou, em média, 28 mil pessoas por dia ao custo de cinco centavos de real por passageiro, num percurso de trinta segundos de duração.
  • O Barão de Jeremoabo (Cícero Dantas) assim registrou a pesagem, dele próprio e de outras autoridades:

“Em 16 de março de 1889 pesamo-nos no elevador, dando o seguinte resultado: Pinho – 54 quilos, ou 3 arrobas e 98 libras; Cícero – 61 quilos, ou 4 arrobas e 2 libras; Guimarães – 65 quilos ou 4 arrobas e 10 libras; Artur Rios – 73 quilos ou 4 arrobas e 26 libras; e Vaz Ferreira – 115 quilos, ou 7 arrobas e 20 libras.”

REFERÊNCIAS:

Published in: on maio 14, 2009 at 1:01 am  Deixe um comentário  
Tags: , ,